quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Quinta de cinema # 3

Em comemoração ao aniversário de Jane Austen, sem dúvida uma das melhores escritoras, o Coffie & Movies realizou o Mês Austen e pra participar resolvi fazer a última Quinta de cinema falando de um filme baseado em uma de suas obras e possivelmente a mais famosa delas: Orgulho e Preconceito.

Inglaterra, 1797. As cinco irmãs Bennet - Elizabeth (Keira Knightley), Jane (Rosamund Pike), Lydia (Jena Malone), Mary (Talulah Riley) e Kitty (Carey Mulligan) - foram criadas por uma mãe (Brenda Blethyn) que tinha fixação em lhes encontrar maridos que garantissem seu futuro. Porém Elizabeth deseja ter uma vida mais ampla do que apenas se dedicar ao marido, sendo apoiada pelo pai (Donald Sutherland). Quando o sr. Bingley (Simon Woods), um solteiro rico, passa a morar em uma mansão vizinha, as irmãs logo ficam agitadas. Jane logo parece que conquistará o coração do novo vizinho, enquanto que Elizabeth conhece o bonito e esnobe sr. Darcy (Matthew Macfadyen). Os encontros entre Elizabeth e Darcy passam a ser cada vez mais constantes, apesar deles sempre discutirem.

Esse é um daqueles filmes que posso assistir um milhão de vezes e não me canso. Ok, eu adoro filmes de época, confesso! rsr

A história de Lizzie Bennet e Mr. Darcy já é bastante conhecida, mas nem todos conhecem a fundo, então....Lizzie é uma das filhas do casal Bennet, a de temperamento mais forte sem dúvida. Ela tem mais 4 irmãs, mas somente Jane (a mais velha) consegue ser sua amiga.

A mãe das meninas tem o sonho de casar as filhas logo e com rapazes bem ricos e para tal faz muitas loucuras. Jane se apaixona por um jovem rico - Charles Bingley -, mas a família dele não aceita o romance e os separa antes que algo aconteça de verdade. Já Lizzie toma aversão a primeira vista ao melhor amigo dele - Mr Darcy.

Darcy também não gosta de Lizzie de cara, mas logo o mesmo comportamento impulsivo que não lhe agradava começa a atraí-lo e ele se vê apaixonado pela jovem. Só que a mesma irmã de Bingley que impediu o romance de Jane com é apaixonada por Darcy e decide que deve afastá-lo de Lizzie. Mas muita água passa por baixo da ponte antes que tudo esteja resolvido.

A atuação de Keira como Elizabeth é perfeita. Quando li o livro eu imaginava Lizzie dessa forma e isso foi um ponto muito positivo na minha opinião. Pra ser sincera eu gostei da atuação de quase todos nesse filme.

A história no filme é relativamente diferente do livro, até mesmo em cenas importantes que foram feitas de modo diferente, mas concordo que há casos complicados, afinal existiam cenas no original de Austen que para serem reproduzidas nas telas demoraria um tempo excessivo e poderia cansar ao espectador. Um exemplo é a cena final, em que todo o acerto do casal foi feito tão rápido que me entristeceu, pois eu, como uma romântica assumida, vibrava cada vez que lia essa parte (é romântica e fofa demais...).

Acredito que o que mais senti falta foi a transformação de ódio em amor de Lizzie por Mr. Darcy (adoro!!). No livro essa mudança é bastante sutil, vai acontecendo com o tempo e com as descobertas e no filme acontece de forma muito rápida. Era algo possível de adaptar.

Mas apesar dessas diferenças que eu não gostei (ok, sou exigente, não precisa dizer kkk) esse é um dos únicos filmes baseados em livros que eu amo. Não sei se é só por causa da história que acho perfeita, mas não consigo me irritar com essa versão de Orgulho e Preconceito.











Essa postagem participa do Mês Austen:



quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

As crônicas vampirescas: A história do ladrão de corpos

Em A história do ladrão de corpos, Lestat pode mudar completamente. Um desconhecido que o persegue em vários lugares do mundo - Veneza, Hong Kong, Miami, Londres e Paris - propõe a troca de seu corpo com o do vampiro. É a oportunidade de Lestat sentir as sensações de um mortal. É a chance de Raglan James experimentar os poderes de um imortal. Esta é uma história contemporânea, passada no final dos anos 80, inclusive no Rio de Janeiro. Depois de alcançar o sucesso durante sua curta carreira de cantor de rock, Lestat se enfronha no candomblé e espiritismo, pelas mãos de David Talbot, um amigo mortal que recusa sua oferta de sangue negro. Torturado por seu amor, suas dúvidas e sua solidão secular, Lestat sonha ser humano outra vez. Ver o sol, beber e comer como qualquer outra pessoa.

Dessa vez Lestat se superou. Apesar de todas as suas loucuras eu nunca realmente acreditei que ele sentisse tanta saudade e necessidade de experimentar a vida humana novamente. Mas, assim que apareceu a oportunidade foi exatamente o que ele fez.

Depois de ser "perseguido" em vários lugares do mundo por um jovem bonito mas também estranho, Lestat descobre a chance de fazer uma troca de corpo com o homem por duas noites, tornando-o humano mais uma vez. Mesmo sendo alertado por seus amigos de que não deveria fazer tal coisa, ele decide que vai sim. E tá, desde quando ele escutou alguém em algum momento?

Mas antes que chegasse a tal decisão, o vampiro tentou, em um ato de desespero, ou pura maluquice, sei lá, se matar se expondo ao sol. Acho até que o que ele queria era mesmo saber até onde ia a extensão dos poderes que o sangue de Akasha lhe deu. Foi ainda maior do que imaginava!

Outra descoberta interessante foi o conhecimento da vida de David quando jovem (lembram dele não é? Do Talamasca!). Pasmem, o cara passou um ano no Rio de Janeiro. Pois é, ele veio pro Rio para conhecer a cidade antes de ir pra Amazônia caçar (muito feio isso por sinal), mas acabou se apaixonando por um jovem daqui e foi ficando. Só que a mãe do garoto era mãe de santo e, bem, ela não estava gostando muito das idéias de David e tal, aí já viram. O problema é que Talbot decidiu, após passar por esses problemas, aprender a macumba também. Ah, só um detalhe, gosto ainda mais da Anne Rice, porque ela só falou bem do Rio :D

Mas voltando ao que interessa, os momentos de Lestat como humano são bem engraçados, pois as coisas não funcionam tão bem quanto ele imaginava, o mundo não é tão fácil e belo para os mortais. Mas o melhor são os momentos em que ele come e em que ele vai ao banheiro. Leiam que é divertido demais as reações dele rsrsrs.

Outro fator também muito importante é que o homem que trocou de corpo com Lestat é bem ladrão mesmo, vocês não tem idéia. E posso afirmar que ele dará trabalho para o vampiro. Mas claro que não vou contar os detalhes porque senão não tem graça ler o livro.

Bem, a resenha eu paro aqui pra não enche-la de spoilers rsrsr. O livro é bem legal, mas achei mais fraco se comparar com os três primeiros. Se eu não tivesse lido os outros iria amar esse, mas a comparação não me permite tanto. Pode até ser muita exigência minha, mas depois de ler O vampiro Lestat eu espero sempre um livro mais que incrível e esse não foi tudo isso. Mas não deixem de ler porque o livro é bom.

Autor: Anne Rice
Editora: Rocco


terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Entrevista - Nessie Araujo

A fofíssima autora (e agora editora) Nessie Araujo cedeu um pouquinho do seu tempo e respondeu umas perguntinhas para o blog para que possamos conhecê-la mais e a seu trabalho. Eu agradeço a Nessie por responder tão prontamente ao meu pedido.

Então vamos conferir essa entrevista.

Vício em livros - Nessie, eu gostaria que você se apresentasse aos leitores do blog.
Nessie Araujo - Olá, leitores! Sou a Nessie, autora de Arelli, uma série em seis volumes que está sendo relançada por uma nova editora. E é um prazer estar aqui com vocês!


VL - Qual foi sua inspiração para escrever Arelli? Tem alguma situação ou pessoa que te inspirou?
NA - Eu sempre fui apaixonada por anjos e vampiros. Como os vampiros eram assunto saturado na mídia, resolvi fazer uma história em cima de outro tema: anjos. Juntei a minha grande inspiração, um grande amor que se foi. Na verdade, (SPOILER) toda a vida humana de Arelli tem muito do que aconteceu de verdade na minha vida, mas Emmerson é a maior realidade de todas, pois nem o nome dele e nem a história contada ali é fictícia, pois ele existiu daquele jeitinho que foi narrado no livro. Ele foi minha maior inspiração.

VL - O que os leitores podem esperar de Arelli?
NA - Um romance sobrenatural, com misturas de gêneros, muitas surpresas e (como diria Niki, melhor amiga de Arelli enquanto humana) a descoberta de que, nessa história, nem tudo é o que parece...


VL - Li que a história da nossa anjinha terá continuação. Você poderia nos contar algo sobre o próximo livro?
NA - Bem, o segundo, né? rsrsrs... tenso! O nome do volume dois é "Promessas Quebradas" porque todos traem a confiança da nossa anjinha. Ela descobre que é parte de algo grande, uma profecia que abalará a terra inteira, se sente traída e usada, Arelli percebe que não é só um anjo, mas uma fera insana e única, diferente e fascinante. Perde todos a quem amava e se vê sozinha e nas mãos de seu pior inimigo. Ela precisa fazer uma escolha, a mais difícil de todas!

VL - Também fiquei sabendo que você está escrevendo um livro em parceria com a M. L. Bastilho (autora de The Burns), onde apareerá Arelli e Viktor Burns. Conte como está sendo essa experiência.
NA - Emocionante! É muito bom ver esses dois juntos, porque são parecidos, dois insanos em busca de poder e vingança. A Marcinha é uma grande escritora e tem idéias lindas pra nossa "TRAKINAS" (como chamamos nosso projeto "quase" sem nome). Escrever com ela, ver ela fazendo Arelli, eu fazendo o Viktor, é muito louco! É tudo de bom!

VL - Você pode contar algo sobre esse livro sem estragar a surpresa, claro?!!
NA - Aaaaaaaah... deixa eu pensar... tá, eu conto! rsrsrs
Arelli e Viktor se batem e se apaixonam. Só posso contar isso, rsrs.

VL - Como foi a experiência de publicar seu primeiro livro?
NA - Indescritível! Mas Arelli não foi publicada como eu realmente escrevi, ela foi "podada". Tiraram os palavrões e algumas cenas importantes e sexy. Mas com essa nova edição, meu livro volta a ter mais a minha cara, o meu jeito de escrever... mesmo assim, a emoção, o fato de ter um livro com seu nome na capa, isso já me fez vazar pelos "zóinhos".

VL - Eu sei que seu novo projeto é a Editora Arielli, que já está com vários livros em pré-venda. Eu gostaria de saber como e por que surgiu essa idéia e como tudo aconteceu?
NA - Bem, eu, como escritora, pude perceber a dificuldade de achar uma editora comercial que se interessasse pela minha obra. Quando encontrei uma, esta me ofereceu uma comissão irrisória demais pelo meu trabalho. Foi quando surgiu a idéia e, com a ajuda de amigos maravilhosos, o projeto saiu do papel e se tornou uma realidade! Uma editora que respeita seus escritores e valoriza os novos talentos do nosso país.

VL - Quando um livro é publicado sempre vem com uma grande expectativa e objetivos a serem alcançados pelo autor. Você poderia dizer que já alcançou tudo o que pretendia com Arelli ou o que ainda falta?
NA - Bem... Arelli superou minhas expectativas, mesmo não sendo ainda tão famosa, eu não esperava que ficasse tão conhecida. Escrevi essa série em homenagem à uma pessoa muito querida na minha vida, acho que não pensei que pudesse agradar às pessoas. Mas isso foi muito bom! E eu tô curtindo demais todo esse carinho que os leitores dedicam à minha obra.

VL - Como é seu processo criativo?
NA - Na verdade, eu sento e começo a escrever sobre qualquer coisa. Tipo: era uma vez uma garota que... e as idéias vão fluindo e quando eu percebo, já virou um conto ou um livro. Amo escrever, amo imaginar ser algo que não podemos, por isso meus livros contém muitas fantasias.

VL - Quais dicas você poderia dar para os novos escritores que estão querendo entrar na área e publicar um livro?
NA - Antes de tudo: escrevam pra agradar seu coração e nunca pra agradar às pessoas. Porque quando fazemos algo com amor, então temos algo que se faz amar. Como um filho, que você cria do seu jeito e não permite que ninguém se intrometa na criação, mas se o ama demais, ele vai ser uma pessoa que vai transmitir amor e vai ser bem aceito. Não ligue se o gênero de seu livro faz ou não sucesso atualmente. Se você gosta, você acredita. Se você acredita, você vende. Acredite no seu sonho, essa é a melhor estratégia de vendas que você pode ter!

VL - Esse é o fim da entrevista. Você gostaria de deixar alguma mensagem para os leitores?
NA - Quero deixar meu MUITO OBRIGADA pra todos que acreditaram em Arelli e na editora também. Peço pros que ainda não conhecem, procurem dedicar só um pouquinho de tempo pra ler Arelli ou Eshan - O vale da Vida - livro que será lançado pela editora Arielli. Prometo que terá pelo menos um capítulo que agradará quem ler. Quero deixar meu carinho pela Amandinha que me segue desde o comecinho, que me dá ânimo com suas palavras carinhosas e que fez esta linda surpresa, dedicando um pedacinho deste lindo blog pra divulgar meu trabalho! E agradeço à todos que estão lendo essa entrevista (Pq eu sou chique e sou entrevistada... UI, A L O K...) e que puderam conhecer um pouquinho mais sobre meu trabalho. Beijocas à todos!

Muito obrigada pela entrevista Nessie *-*. Eu adorei suas repostas, me diverti uhauha.

E vocês, o que acharam??

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Resultado Promoção Jogos Vorazes

Oi gente!!

Esse post vai ser rapidinho, só mesmo pra dar o resultado do sorteio dos marcadores e o livreto de Jogos Vorazes.

Mas vou dizer uma coisa a vocês - conseguir o vencedor foi complicado dessa vez. Eu precisei fazer três sorteios para chegar finalmente a um ganhador da promoção. Isso porque teve muita gente, entre eles os dois primeiros sorteados, que não cumpriram todas as regras da promoção, mesmo depois de eu ter avisado - no caso deles foi o comentário no post da promoção. Assim eles foram desclassificados, infelizmente.

Portanto, um aviso, se você está participando de outra promoção aqui confere as regras ok.

Mas vamos ao que interessa. A vencedora da promoção foi:


Claudinha Teles



Parabéns Claudinha!! Vou lhe enviar um e-mail e você terá 48 hrs para me responder com seus dados para postagem. Caso ela não responda no prazo será feito um novo sorteio.



domingo, 26 de dezembro de 2010

O correio chegou # 12

Oi gente, bem vindos ao último post de correio do ano!!

O correio dessa vez não foi lá muito generoso comigo não, fiquei com pouquinha coisa pra mostrar, mas são coisas muitoo legais.





O que chegou pra mim:

1. Strange Angels - Lili St. Crow (compra)
2. House of night: Indomada - P. C. Cast e Kristin Cast (compra)
3. Por favor, não deixe a dor regressar - Darlan Hayek (compra)
4. Estrela Píer - Kamila Denlescki (parceria)
5. Perseguição Digital - Loraine Pivatto (parceria)

AVISOS:

Há muitos participantes das promoções do blog esquecendo de cumprir algumas regras, principalmente a de deixar um comentário no post referente a promoção. Essas pessoas, infelizmente, serão desclassificadas caso não corrijam isso.

Portanto se você é participante de alguma promoção do blog ou vai participar, por favor, confira as quatro regras da promoção ok.

Ps: O gritinho que aparece quase no final é da minha cachorrinha que estava no meu pé querendo brincar uhauahuah

FELIZ ANO NOVO A TODOS E MUITO OBRIGADA PELA PARTICIPAÇÃO DE VOCÊS NO BLOG! ATÉ 2011!!


sábado, 25 de dezembro de 2010

Selinhos # 2


As fofíssimas Luciane Rangel ( autora de Guardians) e a Luciana do blog Toc de livros me indicaram pra esse selinho muito lindo. Obrigada Lus, adorei!! rsrs



Eu tenho que indicar 6 blogs para receber o selinho. Então vamos lá!

3. Vanessa, do Nessa News
4. Ana Carolina, do O desafio de cada dia
5. Renata, do Leituras do Kororo
6. Karlinha, do Coffie & movies

Recebi também da Leeh do blog Hangover at 16 essa brincadeira da Tag.


10 ou mais coisas sobre mim:

* Preciso de um médico pra memória urgente, a coisa tá ficando feia!
* Adoro aulas de dança, quero muito voltar pra academia (saudades do meu sapateado, jazz, espanhol, ballet, dança do ventre, etc)
* Fico magoada muito fácil, principalmente quando é por pessoas em quem confio
* Quero conhecer a Grécia, o Egito, a França e a Itália (principalmente Veneza, antes que afunde)
* Gostaria de participar de campanhas de reflorestamento (se alguém souber de alguma no RJ me avise ok!!)
* Tenho o sonho de montar uma biblioteca em casa, sabe daquelas que são tão altas que é necessário escada (sonha!)
* Não consigo ficar parada muito tempo no mesmo lugar
* Sinto falta de ir em Raves, mas as de alguns anos atrás porque agora anda meio chatinho
* Me dedico muito as amizades (infelizmente nem sempre é recíproco)
* Quero trabalhar em Hotel (alguém conhece alguma pessoa do ramo pra me indicar??)

5 ou mais manias minhas:

* Mexer nas unhas
* Fazer muitos gestos quando falo (né Lu?!!)
* Mexer no cabelo
* Fazer passos de dança em casa, na rua...
* Colocar a mão no bolso da calça/short quando estou parada

5 ou mais coisas que me irritam:

* Não suporto pessoas que acham que são os donos da rua
* Pessoas que se acham donas da verdade
* Quando estragam o livro que emprestei (vocês não tem noção do ódio que fico)
* Me deixarem esperando
* Cobrança

5 ou mais coisas que eu adoro:

* Cheirinho de livro novo
* Assistir musicais
* Churrasco (principalmente uma carne que meu namorado faz que é demais)
* Ir ao teatro
* Margarita

5 hobbies meus:

* Ler
* Dançar
* Esportes de aventura
* Assistir seriados
* Ver musicais

5 coisas que ninguém sabe sobre mim:

* Eu sou bem desastrada, tento disfarçar, mas tem ficado difícil
* Fico constrangida muito fácil
* Quando estou nervosa mexo muito no cabelo e nas unhas
* Quero voltar a trabalhar como bartender (acho que tem gente que sabe disso kkk)
* Ah gente, nem tudo dá pra falar né!

Meu maior sonho:
Eita perguntinha difícil...acho que é ser uma profissional muitooooo bem sucedida

Meu maior medo:
Escuro, mas não por simples medo...a coisa é mais real!

As coisas mais importantes do mundo para mim:
Minha mãe, meu namorado, minha cachorrinha, minhas roupas de dança e claro meus livros!




Esses eu também recebi da Leeh Hangover at 16. E vou indicá-los para os mesmos 05 blogs acima.



sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Foi assim que te amei: Outono de sonhos

Na linda cidade de Florianópolis, sul do país, Helen, inteligente, espontânea, sonhadora e cheia de fé, ingressa no curso de Letras, na desejada UFSC. Sua criatividade e inteligência chama à atenção de seus professores, que a convencem a dar continuidade à um projeto interrompido na faculdade: escrever o final de uma famosa história de amor entre um Príncipe e uma Plebéia, iniciada, pelo então, estudante de Teatro e talentoso escritor Andrew. O que Helen não esperava era uma paixão arrebatadora pelo autor, que devido à um acidente trancou-se para o mundo, abandonou a faculdade e atribui toda a culpa a Deus. A vida de Andrew é limitada não apenas por sua amargura, mas por não encontrar nenhum outro motivo para continuar vivo. Nessa envolvente história de amor, Andrew mesmo relutante, acaba se rendendo à paixão por Helen. Foi assim que te Amei – traz à tona o romantismo, a música, a renúncia, o amor, a paixão, o perdão, a força da amizade e o poder da fé. Acompanhado de lindos pensamentos apaixonados de ambos os personagens. E se já não bastasse a linda história de amor entre Andrew e Helen, eles ainda compartilham no livro, o surpreendente conto de amor entre o Príncipe e a Plebéia, que foi o pivô para que eles se apaixonassem perdidamente.

Um amor maior que tudo, que vence todas barreiras e que não desiste de lutar pela vida e principalmente por esperança. Um amor que nasce de repente, sem esperar e sem nem mesmo bater pra avisar que está chegando, que une dois estranhos que se apaixonam antes mesmo de se conhecerem.

Helen é uma jovem que acaba de ingressar na faculdade de Letras. Lá ela faz grandes amigos, se vê rodeada por um cara por quem ele não sente qualquer atração (completamente doida! o cara é um gato!). Mas o fato que irá mudar sua vida é um convite para terminar uma história de amor para o jornal da faculdade.

O príncipe e a plebéia havia sido iniciado por um famoso aluno do curso de Teatro da faculdade, só que nunca teve fim, pois Andrew sofreu um grave acidente de trânsito e nunca mais quis retornar as aulas ou até mesmo ver os amigos, excetuando seus dois melhores amigos, que passaram a morar com ele e eram os únicos que sabiam algo sobre o autor.

Helen se apaixona pelas idéias e pelo jeito de escrever de Andrew antes mesmo de vê-lo a primeira vez.(momento fofo), e o mesmo acontece com ele. É o tipo de amor que estava escrito nas estrelas (ok, brega isso né, mas é lindo mesmo assim tá *-*)

Só que nem tudo é conto de fadas. Andrew possui uma grave doença que pode ameaçar a realização do maior desejo de Helen. Então, será que o amor dela é tão grande a ponto de suportar isso? E mais, o que vai acontecer com Andrew? E será que a fé de Helen em milagre divino consegue ser forte o suficiente, principalmente pelo fato de que Andrew culpa Deus por tudo que houve com ele? As respostas só quando vocês lerem o livro rsrsr.

Quando li a história me lembrei de uma música que para mim é a definição do que aconteceu com eles: "I knew I loved you before I met you" (Eu sabia que te amava antes de conhecer você). Essa frase nunca fez tanto sentido como agora. Deveria ser tema do casal. O que você acha Adriana?? :D

Outono de sonhos é o primeiro volume de uma série de quatro livros de Foi assim que te amei. As estações passam e muitas coisas podem acontecer com elas. Eu fiquei apaixonada pela história, que é muito romântica e triste também, em que o amor trava uma batalha constante contra a morte.

Mas calma que não é só lágrimas não, tem uns momentos engraçados protagonizados por personagens mais divertidos da trama. Eu super recomendo esse livro. Achei lindo!! E vamos combinar, essa capa é maravilhosa!

Autora: Adriana Brazil


quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Quinta de cinema # 2

Eu tinha pensado em por outro filme na Quinta de cinema dessa semana. Contudo um tópico que li no skoob há 2 dias me chamou bastante a atenção e acabei mudando de idéia quanto ao filme escolhido. Lá era perguntado qual adaptação de livro para o cinema tinha ficado mais incoerente.

Bem, o filme que escolhi é antigo, mas na opinião é o que mais diverge com relação a seu livro de base. O diário da Princesa, filme de estréia da atriz Anne Hathaway, simplesmente não tem nada a ver com a série de livros de Meg Cabot, bem tirando o nome dos personagens rsrsr.

Sinopse:

Mia (Anne Hathaway) é uma garota de 15 anos que vive com sua mãe (Caroline Goodall) em Manhattan e repentinamente descobre que seu pai é na verdade o Príncipe de Genovia, um pequeno país europeu. Ela recebe então a visita de sua avó recém-descoberta (Julie Andrews), que passa a lhe dar aulas de etiqueta, ensinando-a como se deve portar uma princesa. Mas quando se aproxima a data de seu aniversário ela precisa definir que caminho pretende tomar em sua vida: tornar-se uma princesa e se mudar para Genovia ou permanecer em Manhattan morando com sua mãe.


Bom, o filme conta a história de Mia Thermopolis, uma adolescente que vive em Manhatan com a mãe e um gato. Certo dia sua vida muda, pois ela descobre ser uma princesa de um pequeno país europeu.

Contudo as semelhanças param por aí. Primeiro precisamos lembrar que a personagem de Cabot é bem mais jovem que a do filme (nada contra a Anne). Não, e pára...da onde surgiu aquela avó bacana do filme? Porque até onde me lembro Clarisse era no mínimo arrogante, antipática e cheia de vontades.

E mais, quem é aquele Michael do filme?? Eu não conheço, porque o Michael de Cabot não era nojento que nem esse. Sério o que foi aquela cena com um monte de M&Ms no teclado? Quem se apaixonaria por aquilo?? Sem contar um fato importante que ele tem vida no livro e não é um tipinho totalmente sem sal, interpretado por Robert Schwartzman.

Mas acredito que a diferença mais gritante da história foi sem dúvida o fato de o pai de Mia no filme estar morto...Como assim?? Eu li dez livros da série e o cara estava bem vivinho. Foi o que, corte de despesas? Não tinham como pagar mais um ator? Péssimo!!!

E as diferenças não param por aí, mas se eu for escrever aqui todas que encontrei por alto não termino esse post hoje. A sensação que tive foi que usaram três livros para cada filme, pelo menos. E nem vamos comentar o que foi o segundo filme! Não vi nada mesmo da história de Meg cabot. Só pra vocês terem uma idéia, li uma vez que a própria Anne Hathaway não reconhecia sua personagem...não preciso falar mais nada né :/


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Promoção A morte do cozinheiro


O querido autor Allan Pitz cedeu um exemplar do seu livro A morte do cozinheiro para que eu fizesse um promoção aqui pra vocês (eeee). Quero agradecer ao Allan por isso!

Mas vamos deixar de enrolação e vamos ao que interessa né. A promoção começa hoje e vai até o dia 22 de janeiro, isso mesmo, vocês terão um mês inteirinho pra participar (estou dando uma folga por causa dos feriados de fim de ano). Então quero ver muita participação ok.

Vamos as regras do sorteio. Mas pessoal, confere tudo direitinho porque nas outras promoções tem tido muita gente esquecendo de cumprir algumas regras e por causa disso serão desclassificados da promoção. Vocês não querem correr esse risco né?!! Então, prestem bastante atenção!

Regras do sorteio:

Seguir publicamente o blog. Para isto para clicar em seguir na lateral do blog, ter uma conta do google, yahoo ou twitter e seguir as indicações.


Ter endereço de entrega no Brasil

Preencher corretamente o formulário Google Docs

Deixar o comentário na postagem "Quero saber quem é o culpado por A morte do cozinheiro". Só é necessário na primeira participação, mas é obrigatório.


Quer ganhar números extras? Veja como é fácil

1. Comentar na resenha de A morte do cozinheiro
2. Seguir @amanda_myranda
3. Adicionar o livro na estante no skoob
4. Divulgar a promoção nas redes sociais - twitter, skoob, facebook, orkut, blog

A divulgação no twitter e facebook pode ser feita a cada 12 horas, não esquecendo de preencher o formulário novamente em cada nova divulgação.

Ao preencher o formulário Google Docs deixe o link direto da divulgação, não vale links para o perfil. Por exemplo, é só clicar na hora que aparece em baixo do seu tweet ou postagem do facebook e copiar o link.

Divulgação no twitter:
Quero ganhar o livro A morte do cozinheiro de Allan Pitz autografado no #sorteio da @amanda_myranda no Vício em livros http://t.co/U7BskLb








A promoção vai até 22/01 à meia-noite. O sorteio será realizado pelo site Randon.org e o resultado divulgado no dia 23/01. O sorteado terá 48 hr para responder o e-mail, se não será realizado outro sorteio.



terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Entrevista - Mare Soares

Hoje no blog você vão ter a oportunidade de conhecer um pouco mais de uma autora muito fofa, que eu adorei conhecer, e que lançou recentemente um livro lindo e muito bom de ler - Chantilly - que já tem resenha no blog.


A querida Mare Soares respondeu dez perguntinhas sobre ela e sobre o livro e vocês podem conferir agora *-*.


1. Apresente-se aos leitores do blog.

Eu sou a Mare, autora de Chantilly \o/ Tenho 19 anos e pretendia parar no 19 pra sempre, mas acho que não vai rolar. uhauahuha


2. O que te inspirou a escrever Chantilly?

A falta do que fazer das férias =P e o Google earth hahaha. Eu não sei explicar como comecei, mas foi indo indo e um dia simplesmente foi!


3. A cidade Chantilly não é tão conhecida como outros lugares da França. Então por que a escolha dessa cidade como cenário? Teve algum motivo especial?

Foi só o nome da cidade mesmo. Pensa bem: Chantilly. Não soa bem? Hahaha XD

Eu me apaixonei por esse nome e decidi que faria uma história sobre este lugar.


4. Li no final do livro que sua idéia inicial era escrever Chantilly como um roteiro, mas que não havia sido possível. Você já pensou, então, na idéia de futuramente procurar uma produtora para transformá-lo em filme?

Hmm boa pergunta uhauaha! Claro que fazer um filme é o meu sonho e transformar este livro especificamente num filme seria sei lá, perfeito? Tudo o que eu sempre quis? Eu vejo cada ator, cada cena, tudo, tudo, tudo. O problema é que eu só vejo um filme hollywoodiano hahaha Eu acho que o cinema nacional ta melhorando, estão saindo filmes muito bons, mas não se compara com o americano. E eu realmente queria o Johnny Depp fazendo meu Leon :( mas, tamos melhorando! Eu queria a Nicole Kidman para interpretar Anabelle, mas a Paola Oliveira também serve uhauahauh


5. Uma coisa que me perguntei quando li o livro (e que me perguntaram também depois da resenha) era sobre o fato de a comunicação entre os personagens por carta ser proposital. Tem algum motivo específico que será explicado no próximo livro ou foi somente para ser um diferencial no livro?

O segundo livro explica! =PPPPPP e ele já tem 22 páginas! (Muito melhor que o primeiro. Na verdade, depois dessas 22 páginas fiquei com vergonha do primeiro. Quero jogar ele fora e ficar só com segundo! Hahaha brincadeira, eu amo o primeiro, mas o segundo vai superar *-*)


6. Sei que você ainda está escrevendo Copenhagen, mas tem algo que você possa nos contar sobre o livro?

Entrarão dois personagens novos: Erick e Ian. Igualmente importantes para a trama.

Anabelle fica mais... Anabelle hahaha ainda.

E o grande ponto desse livro é a parada tecnológica (o que responde a pergunta anterior, mas quis fazer suspense hahaha).


7. Você já poderia dizer que seus objetivos com a publicação de Chantilly foram alcançados ou o que ainda falta?

Ihh, acho que ta looonge! Primeiro, eu quero vender a quantidade que falta para me tirar do prejuízo. Depois, quero alcançar um público bem grande. Quero que todo mundo conheça um pouquinho dessa história que eu tanto amo =)

E mais tarde, eu queria sei lá.. que virasse um filme XD


8. Como foi a experiência de publicar um livro? E o que você aconselharia aos novos escritores?

Foi estranha e cansativa, ainda é. Mas é gratificante. =) Dá muito trabalho e cada pessoa que lê meu livro, meu coraçãozinho fica na mão hahaha eu ainda tenho aqueles desejos impossíveis de querer que todos amem. Aconselho a não desistir nunca. Se você gosta de escrever, continue escrevendo mesmo que sozinho. Falar que quer ser escritor hoje, por algum motivo muito bizarro, virou motivo de piada. Eu não acho graça, eu não vejo a piada. Mas eu vejo uma luta gigante, contra si mesmo, contra o mundo. Tome tapas de coragem e siga em frente.


9. Como é seu processo criativo?

Lento. Uahuaha Eu não vou saber explicar, mas se eu sentar para escrever, nada sai. Vou dá um exemplo. Eu estava descendo do ônibus quando uma luz mágica atravessou a minha cabeça e ela dizia: “Erick está morto.”

Se Erick vai morrer ou não, eu não sei uahuaha mas foi isso que me fez conseguir minhas 22 páginas do segundo livro. A existência de Erick. =)


10. Deixe uma mensagem para os leitores do blog

Ah, primeiro eu agradeço a Amanda pela entrevista e simpatia e tudo mais *-*

E para os leitores, eu agradeço a oportunidade de estar me fazendo ser lida. =) Significa muitíssimo pra mim!



Muito obrigada Mare por ceder um pouco do seu tempo (que sei que está bem corrido agora) para responder essas perguntas, adorei suas respostas!

E aí, gostaram da entrevista?? Comenta aqui e deixe sua idéias...


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Beijos que conquistam


De uma hora para a outra, Darcy Wallace passou de jogada à própria sorte a milionária, com direito a jantar à luz de velas com Robert MacGregor Blade. Mac é o homem mais sedutor que ela já conheceu, mas certamente não é do tipo que se casa. No entanto, Darcy estava se sentindo numa maré de sorte... Assim, com beijos ingênuos e um charme frágil, a bela inocente decide fazê-lo perceber que o amor é o maior dos jogos... e que ele terá de apostar...

Darcy chega a Las Vegas com um mão na frente e outra atrás, e vamos combinar que ela parecia meio maluca também. Só que a sorte estava a seu lado, e como estava, aquele ditado de sorte no jogo azar no amor não funciona pra Darcy. Ela tem é muita sorte nos dois!!

Darcy ganha quase 02 milhões de dólares em uma máquina em um cassino e de quebra ganha o coração do dono do estabelecimento (oh inveja!!). Como muitas vezes acontece nos romances de Nora Roberts, o mocinho do livro chega ao pondo de achar que ele não é bom o suficiente para a mocinha (ah, até parece...).

O mocinho dessa vez é Robert MacGregor, filho de Justin Blade e Serena MacGregor e neto de Daniel MacGregor, que como aconteceu com o casal anterior, é claro não perdeu a chance de se intrometer na vida afetiva do neto.

Robert gerencia um dos cassinos do pai, o de Las Vegas, e é ótimo no que se faz. Morava no próprio hotel e nunca antes pensara seriamente em construir uma família e se mudar de lá, até que a bela e perdida moça aparece em seu cassino e arrebata quase 02 milhões de dólares.

O romance é lindo, realmente apaixonante e envolvente. Darcy é uma mulher no começo frágil e desprotegida, mas que cresce incrivelmente durante o livro e que demonstra uma personalidade bem forte. Robert é lindo (claro), um homem sério (até certo ponto), envolvido nos negócios e que era bem mulherengo.

Esse livro é o sétimo volume da série Os MacGregos. Eu estou amando a série, cada dia leio um livro mais legal que o outro. Esse eu recomendo!

Autora: Nora Roberts
Editora: Harlequin Books


domingo, 19 de dezembro de 2010

Promoção Natalina


A Geração aproveita o clima natalino para presentear seus leitores com uma promoção de deixar Papai Noel com inveja.

Para participar é preciso responder apenas uma questão: simples, objetiva e cruel.

O que você faria se lesse seu próprio obituário?

A melhor resposta vai ganhar o lançamento da Geração Editorial, “A lista de Natal”, de Richard Paul Evans, best-seller com mais de 13 milhões de exemplares vendidos no mundo.

O resultado sai na quarta-feira 21/12 às 17h e vamos enviar por Sedex 10 pra chegar antes do bom velhinho. Participe!

Utilize a espaço para comentários do nosso blog: www.bloggeracaoeditorial.com

Sobre o livro:

Não é todo dia que alguém lê o seu próprio obituário. Três semanas antes do Natal, James Kier, megaempresário egoísta e indiferente aos sentimentos dos outros, lê no jornal a seguinte notícia: MAGNATA DO RAMO IMOBILIÁRIO MORRE EM ACIDENTE DE CARRO O incorporador imobiliário de Utah, James Kier, faleceu após seu carro colidir com um poste de concreto na rodovia I-80. Autoridades acreditam que Kier pode ter sofrido um ataque cardíaco antes de desviar para fora da estrada. Kier era presidente do Grupo Kier, uma das maiores empresas de incorporação imobiliária do Oeste. Ele era conhecido como um homem de negócios feroz e muitas vezes impiedoso. Ele disse uma vez: “Se você quer fazer amigos, entre para um grupo de bate-papo. Se quiser ganhar dinheiro, entre nos negócios. Só um tolo confunde os dois”. Kier deixa um filho, James Kier II, e sua esposa, Sara. Kier abaixou o jornal. Algum idiota vai perder o emprego por causa disso, pensou. Ele nem fazia ideia do que aquele artigo estava prestes a desencadear. A lista de Natal é uma bela e comovente história, que consegue ser emocionante sem cair na pieguice, falar de Deus sem cair na pregação religiosa, e transmitir mensagens de amor, esperança e redenção. Fazendo rir, chorar, odiar a humanidade e amá-la, esta obra singela e muito contemporânea nos convida sobre valores frequentemente deixados de lado, mas não de todo esquecidos, como lealdade, solidariedade, sacrifício – o verdadeiro sentido do Natal Qual o segredo do enorme sucesso dos livros de Richard Paul Evans? Apenas um: emoção. As histórias dele falam diretamente ao coração, estabelecendo uma comunicação direta com o leitor.

Mais informações: www.geracaoeditorial.com.br
Siga no twitter: twitter.com/geracaobooks

O correio chegou # 11

O correio aqui do blog mudou um pouquinho. À partir de hoje o post vai ser feito em vídeo, espero que gostem. Desculpem a cara de sono, mas fui dormir super tarde, então acordei com essa cara uhauahu.



O que chegou pra mim nas duas últimas semanas:

1. A morte do cozinheiro - Allan Pitz
2. Chantilly - Mare Soares
3. O Rei e o Camaleão - C. N. David
4. Horizontes: revelações - Roberto Laaf
5. Guardians - Luciane Rangel
6. Hathor - Markus Thayer
7. A Fuga de Rigel - Diogo de Souza
8. Estigmas da luz - Liane Cupini
9. Paixão e Liberdade - Flavia Cristina Simonelli

Alguns desses livros já tem resenha no blog e até promoção. Então confere tudo nos posts ok.

Quero agradecer muito a todos esses autores maravilhosos que fizeram parceria com blog e me cederam seus livros. Muito obrigada mesmo!!

Espero que tenham gostado do vídeo, foi meio corrido, mas está valendo rsrs. Semana que vem a gente se vê de novo! Ah, mas não sai sem deixar um comentário aqui hein. *-*


sábado, 18 de dezembro de 2010

Vídeos # 23

Olha que lindo!! A Rachel Caine fez um book trailer especialmente para o lançamento de Casa Glass, da série Os vampiros de Morganville, no Brasil.






O próximo vídeo foi divulgado pela Penguin Austrália, em que é explicado o porquê das imagens que foram utilizadas no vídeo de divulgação de Last Sacrifice. Mas um detalhe, o vídeo contem spoilers do livro ok..




Fonte: clique aqui

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Querido John

Nicholas Sparks, autor número 1 de best-sellers, traz agora uma história inesquecível de um jovem que tem que tomar a decisão mais difícil de sua vida, em nome de seu grande amor.
“Querido John”, dizia a carta que partiu um coração e transformou duas vidas para sempre.
Quando John Tyree conhece Savannah Lynn Curtis, descobre estar pronto para recomeçar sua vida. Com um futuro sem grandes perspectivas, ele, um jovem rebelde, decide alistar-se no exército, após concluir o ensino médio. Durante sua licença, conhece a garota de seus sonhos, Savannah. A atração mútua cresce rapidamente e logo transforma-se em um tipo de amor que faz com que Savannah prometa esperá-lo concluir seus deveres militares. Porém ninguém previa o que estava para acontecer, os atentados de 11 de setembro mudariam suas vidas e do mundo todo. E assim como muitos homens e mulheres corajosos, John deveria escolher entre seu país e seu amor por Savannah.
Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre como o amor pode nos transformar de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Esse é o primeiro livro de Nicholas Sparks que eu leio. É, eu sei, estou atrasada né. Mas eu acredito que comecei bem, porque esse livro é muito lindo!!

John sempre foi um garoto rebelde, que não queria nada com a vida e culpava seu pai por falta de carinho e atenção. Depois de um bom tempo vagabundeando, ele decide se alistar no exército, para arranjar um sentido para sua vida. E puxa, as coisas realmente dão certo.

Ele amadurece muito nesse tempo, cresce profissionalmente lá e aprende a ser homem. Só que em uma de suas licenças ele conhece uma jovem que mudará seu destino. O nome dela é Savannah, uma universitária que foi para Wilmington junto com outros jovens para construir casas para duas famílias pobres. O jeito de ser, o temperamento e o coração dela conquistam John. No entanto eles tem uma grande batalha pra enfrentar para ficarem juntos, a distância, pois ele ainda tem dois anos de alistamento pra cumprir.

Ela o ajuda a entender melhor o pai dele, a crescer como pessoa e o ensina o que é o verdadeiro amor. Ele a ajuda a voltar a acreditar na beleza de uma grande paixão.

A história de Querido John é emocionante e triste, e com um final não esperado. Ele passa por muitas provações e por muito momentos de tristeza e solidão. O que o ajudava a superar os desafios e a desejar retornar para casa o mais rápido possível eram as cartas de Savannah, além dos poucos momentos em que conseguiam se falar por telefone.

Só que antes que a história dos dois tenha um final muitas coisas acontecem e muitas pessoas ganham uma maior importância na vida deles, fazendo com que a distância entre o casal seja ainda maior - e não somente territorial.

Eu amei esse livro e chorei em um momento. É lindo ver como John amadurece e como ele aprende a entender o que significa amar de verdade e o que se faz pela pessoa amada, mas ao mesmo tempo é duro ver o que acontece com ele durante a história. Você fica com aquela raiva de algumas pessoas...ih, melhor parar por aqui senão vou escrever spoiler rsrsr. Mas leia e depois me fala se não sentiu o mesmo que eu!

Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito