sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Matched

Cassia sempre acreditou que a Sociedade faz as escolhas certas por ela: o que ler, o que assistir, o que acreditar. Então quando o rosto de Xander aparece na tela em sua cerimônia de Match, Cassia sabe com certeza que ele é seu par ideal… Até que ela vê o rosto de Ky Markham por um instante, antes de a tela ficar preta.

A Sociedade lhe diz que é um erro, um defeito do sistema, e que ela deve focar na vida feliz que está destinada a ter com Xander. Mas Cassia não consegue parar de pensar em Ky, e conforme eles lentamente se apaixonam, Cassia começa a duvidar da infalibilidade da Sociedade, e se vê diante de uma escolha impossível: entre Xander e Ky, entre a única vida que ela conhece e um caminho que ninguém se arrisca a seguir.

Cassia é uma adolescente de 17 anos que vive em uma Sociedade completamente diferente da nossa (ou talvez nem tanto), um lugar onde você não tem escolhas, e quando digo isso falo literalmente.

Ela vive com a mãe, o pai e o irmão mais novo, está na escola secundária e está vivendo dois momentos decisivos da sua vida: a preparação para o teste que irá definir qual será sua profissão e o banquete onde irá ser decidido com quem ela vai casar. Pois é, quem faz essas escolhas são os "chefes" da Sociedade. Cassia pode ter de casar com um homem que nunca viu antes e pode ter que trabalhar em algo que não gosta tanto assim, mas que a Sociedade considera perfeito pra ela.

O livro começa com a ida de Cassia ao Banquete, onde será escolhido pra ela o cara com quem ela vai casar aos 21 anos e com quem terá que ter filho aos 24. O vestido que ela vai ao "evento" foi escolhido pela Sociedade, assim como a roupa que ela deve usar todos os dias. Eles também escolhem o que você vai comer e a que horas isso acontece, dizem o que você deve fazer com seu tempo livre (que é mínimo), o que você deve ouvir ou ler, afinal eles escolherem os 100 melhores livros, poemas, música e simplesmente destruíram o resto (eu quase morri quando li isso).

Você deve praticar esportes claro, mas é proibido correr na rua ou fazer exercícios ao ar livre. E mais, você não aprende a escrever à mão, somente digita, pois é proibido escrever.

A Sociedade afirma que todo esse rigor foi bom, pois doenças como Câncer e outras foram erradicadas, por isso (e aí é uma das coisas que me deixaram com mais raiva) eles decidem quando você vai morrer, aos 80 anos. Simples assim!

E se você desobedecer qualquer regra, pode ser considerado uma Aberração, que são pessoas que não podem casar, são postas nos piores empregos e se for necessário, serão os primeiros a morrer. Há também as Anomalias, que ficam completamente afastadas da sociedade, considerados extremamente perigosos.

O escolhido a Match de Cassia foi seu amigo de infância Xander, o que é bastante raro, pois a maioria é destinada a quem não conhece. Parecia um sonho! Só que quando ela vai olhar em seu microchip com as informações dele (dada a ela no banquete) ocorre algo misterioso. A foto de Xander desaparece e no lugar ele vê o rosto de outro garoto, um que ela também conhece. Se Cassia achasse que a Sociedade poderia cometer um erro ela ficaria mais tranquila, só que a Sociedade não erra. Claro, um oficial a afirma que alguém teria adulterado o microchip e que o par dela é mesmo Xander. O problema é que agora ela está em dúvida quanto a isso!

Eu fiquei simplesmente encantada com a história. Okay, confesso que ficava irritada pelo tempo que Cassia demorou pra parar de ser robotizada e que o final de Ky foi um pouco previsível, mas o livro é tão bom de ler que eu nem me importei com isso. Até porque em alguns momentos ela me pegou de surpresa. O universo que Ally criou foi incrível e até me fez pensar um pouco em algumas coisas que vivemos hoje.

O problema é que agora quero muito ler Crossed, continuação de Matched, que só sai em Novembro de 2011 (até lá já surtei). E também que quero muito comprar esse livro pra mim, pois o que li foi em um Book tour do blog Murphy's Library (estou aceitando presente tá rsr). Ah, pra quem gostou da resenha uma boa notícia, o livro será lançado no Brasil pela editora Suma de Letras, com data prevista para o primeiro semestre de 2011.

Autora: Ally Condie

Editora: Dutton Juvenile

13 comentários:

Ana C. Nonato disse...

Olá!

Não conhecia a história, mas parece ser bem legal! :D Pretendo ler (se conseguir tempo, rs).

Abraços e sucesso!

Vanessa Moraes disse...

Depois dessa resenha o mínimo era dizer que vai ser lançado aqui no Brasil né Dona Amanda! Agora eu já surto menos.
Anyway, to surtando por esse livro - vá mas que novidade - adooorei a resenha *0*

João Paulo disse...

ahh, quero muito ler esse livro..adoro a capa!

J.
-The Eater of Books

Amanda disse...

Leia Ana porque é incrível, vale muito a pena.

Obrigada pelo elogio rsrs e calma, a Suma está com previsão de lançamento pra fevereiro, não sei se vai rolar, mas né...

Oi João, leia sim, você vai gostar

Amanda disse...

Opa, corrigindo...lançamento previsto pra abril pela Suma de letras

Léka disse...

A premissa de Matched sempre me encantou, afinal, distopia dificilmente dá errado =] rs

Porém, havia lido algumas críticas negativas quanto ao triângulo amoroso que se instala na narrativa, o que me fez tirar Matched da minha lista. Simplesmente não consigo mais ler sobre uma protagonista obcecada por um cara que ela não conhece rs! Sua resenha positiva e que enfatiza como funciona a "sociedade" (minha grande curiosidade em relação a este livro) me fez resgatar minhas esperanças. Talvez eu o leia simplesmente para saber mais sobre a sociedade =]

:*,
Léka

Mariana Ribeiro disse...

Olá Amanda, vou esperar a editora lançar esse livros em português para poder adquiri-lo. Gostei muito da sua resenha e pelo que percebi a história é bem intrigante mesmo. Essa coisa de viver numa sociedade opressora onde toda sua atitude são controlada, deve ser horrível mesmo.
Bjos.

Mariana Ribeiro
Confissões Literárias.

Hangover at 16 (contato) disse...

Gostei bastante da sua resenha, para ser um livro bem diferente do costume, e na realidade, inovador. Além de que, a capa é linda!

xx carol

Aline disse...

também estou participando do Book Tour desse livro. então não li sua resenha, vou deixar para ler a de todos os participantes depois que eu ler o livro! Mas a capa é liiiiinda né?!

Amanda disse...

Léka, eu gostei muito do livro. Claro, você pode ler e não gostar, mas se fosse você eu leria sim porque tem mais motivos pra gostar do que não.

É muito legal sim Mari...tomara que lancem mesmo em abril né, pra chegar logo rsr

Obrigada Carol, o livro é mt bom sim

Oi Aline, eu tbm faço isso kkkk

bjs

Maeva disse...

Fiquei super feliz que você gostou do livro, Amanda! E sim, é revoltante a passividade deles! Mas eu acho que se a Cassia tivesse se rebelado mais cedo, não condiria com a personalidade e a realidade em que ela vive...

E que venha Crossed, asap, please!

--
Maeva
Murphy’s Library

Amanda disse...

Concordo contigo Maeva, mas puxa é muitooo angustiante esperar kkk

Estou louca por Crossed!!!!!!!

karlene maoli disse...

terminei de ler destino agora e confesso que fiquei intrigada.o livro é muito bom, a história é bem construida, e não foge muito a nossa realidade, por que de certa forma somos levados a tomar decisões impostas pela sociedade todos os dias. Vestir o que dita a moda, escolher a profissão que da status, permanecer magra......