terça-feira, 12 de outubro de 2010

As crônicas vampirescas: Entrevista com o vampiro

Escrita em 1976, Entrevista com o Vampiro inicia a série que apresentou "´O Vampiro Lestat" e "A rainha dos Condenados", levando os críticos à descoberta de que se trata da mais voluptuosa e sedutora história de horror do nosso tempo. Uma história que começa com a ousadia de um jovem repórter ao entrevistar Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro pelo próprio Lestat, figura apaixonante que terminará, ao longo da série, arrebatando multidões como cantor de rock.

O livro conta a história de um vampiro que decide narrar sua vida para um escritor mortal, contando-o como fora criado, tudo que se passou com ele e como chegou até aquele ponto.

Louis de Pointe du Lac morava em Nova Orleans e era proprietário de uma fazenda como herança do pai. Por ser o mais velho cabia a ele administrar o que foi deixado a família. Ele encontrou a morte em uma noite em que estava se embriagando depois da morte do irmão.

Lestat é o nome do vampiro responsável pela morte e renascimento de Louis como um imortal. Ele o escolheu por dois motivos específicos: o primeiro pela beleza do jovem - algo considerado necessário - e segundo porque precisava da fazenda e da riqueza de Louis.

Logo após transformá-lo, Lestat levou para a fazenda o pai que estava cego e à beira da morte. Ele não fazia isso por amor, apesar de aparentar gostar vagamente do velho, mas porque achava que devia, pois a forma como o tratava repugnava Louis. Lestat também não foi um bom professor, não tinha paciência como o jovem vampiro, gozava das suas crenças, sua dúvidas e do seu jeito e era bem violento na arte de matar.

Em uma noite os dois tiveram que fugir às pressas, pois os empregados de Louis, já desconfiados de que eles eram demônios, resolveram invadir a casa para matá-los depois que um dos homens havia sumido. Eles botaram fogo na fazenda e se mudaram para a cidade. Mas antes disso foram até uma fazenda vizinha em que a proprietária havia sido ajudada por Louis para procurar abrigo até a noite. Apesar de abrigá-los, como recompensa pelo favor dele, Babette os expulsou e quase matou Louis na noite seguinte.

Na cidade Louis ficava enojado com o jeito de Lestat, como ele brincava com as vítimas antes de matá-las e já estava pensando em abandoná-lo quando Lestat o viu sugar uma criança na rua e decidiu logo depois transformá-la em vampira para "prender" Louis. Seu nome era Cláudia, uma menina de 5 anos, linda, mas uma vampira cruel e implacável, tanto que depois de muitos anos de brigas com Lestat e decide matá-lo e faz isso, duas vezes...

Cláudia e Louis vão para Europa atrás de outros vampiros. Lá encontram seres iguais aos contos de mortos-vivos, até chegarem a Paris, onde são encontrados por uma congregação de vampiros elegantes como eles que viviam no Teatro dos Vampiros. É nesse lugar que conhecem Armand, um vampiro centenário, que se encanta por Louis e tenta a todo custo fazer com que ele decida ficar (e vamos combinar que o relacionamento dos dois é meio esquisito kkkkk). É lá também que Cláudia é assassina acusada de matar Lestat, que por sinal estava vivo, mal, mas vivo rsrsr.

À partir daí muita coisa acontece, Louis se vinga dos vampiros (detalhe, cena show) e anda com Armand, mas sem a vivacidade que tinha e descobre tempos depois que Lestat havia voltado para os EUA.

Bom, não vou contar o resto porque senão qual é a graça... mas recomendo que leiam, porque é incrível!

Autora: Anne Rice
Editora: Rocco




4 comentários:

Juh** disse...

Oie!
Amei esse livro, ótima resenha. Adorei seu Blog, e ja estou te seguindo.
Se puder da uma passadinha no meu!
http://filmeslivroseblablabla.blogspot.com/

Amanda disse...

Esse livro é ótimo mesmo...e puxa que om que gostou da resenha. :D

Passa sempre aqui ok....ah já estou te seguindo tbm
bj

Luciana Mara disse...

Ei!

Vi este filme há mtoooo tempo e foi daí que surgiu minha paixão por vampiros.
Eu queria ser a Claudia, mesmo sabendo que ela não envelhece e que morre no final (rs).

Esse foi o único livro que li da Anne Rice. Espero ler outros.

Ótima resenha! Consegui passar a história na minha cabeça (tem tempos que eu li).

Bjins,
Lu.

Amanda disse...

Leia os outros sim. O vampiro Lestat (a continuação desse) é ainda melhor...

Obrigada pelo elogio *-*

bjs