terça-feira, 7 de setembro de 2010

Morto até o anoitecer

Esqueça tudo o você já ouviu sobre vampiros. Os mortos-vivos ganharam o direito de existir legalmente. O vampiro Bill Compton está disposto a tudo para se estabelecer em sua cidade natal. O que ele não contava era com uma série de assassinatos inexplicáveis, a desconfiança dos moradores locais e o envolvimento com uma bela - e teimosa - garçonete telepata. Este é o livro que deu origem à serie True Blood.

Sookie Stackhouse trabalha como garçonete em um bar, vive com a avó em um sítio de uma pequena cidade americana (os pais dela morreram quando ela era uma menina) e tem um irmão mais velho que vive na antiga casa dos pais. Parece uma vida perfeitamente normal e até meio sem graça, não é?! Só que Sookie é uma telepata, ou seja, consegue ouvir os pensamentos dos outros, e mais ela é louca para conhecer um vampiro.

No tempo de Sookie o vampirismo é legalizado. Assim os vampiros podem andar normalmente entre os humanos e possuem direitos civis.

É claro que nem todo mundo gosta dessa história, mas Sookie acha um máximo e anseia que um vampiro apareça em sua cidade. Seu desejo é realizado quando Bill Compton (um cara bonitão, óbvio) entra no bar em que ela trabalha e senta-se em sua área. E para delírio de Sookie, ela não consegue ouvir seus pensamentos. É muito cansativo pra ela manter uma barrerira mental o tempo todo para evitar ouvir as idéias dos outros, e é um alívio não precisar disso com ele.

Mas é esse dom que a ajuda a salvar a vida de Bill. Existem pessoas que drenam o sangue dos vampiros para vender, pois tem um poder altamente curativo. E Bill acaba conhecendo um casal que faz isso, só que Sookie "escuta" seus planos e consegue salvá-lo.

Mas isso não fica barato. Na mesma noite o casal tenta matá-la e quem a salva é Bill. E é aí que começa o relacionamento dos dois. Mas não vá esperando que seja algo romântico, fofinho ou algo parecido.

Até existem situações bonitinhas, como quando ele diz que a ama, mas nenhuma melosa e quando os dois estão juntos basicamente acabam na cama. E como eles ficam lá.

Nessa época estão acontcendo muitos crimes misteriosos na cidade e com a semelhança de que eram todas mulheres solteiras e que gostavam de uma "festinha" com vampiros. O primeiro suspeito logicamente é Bill, mas percebe-se que elas morreram por estrangulamento, o que não é típico de vampiros. A única vítima que não se encaia no perfil foi a vó de Sookie, só que todos acreditam que não era ela o alvo e sim a neta.

As suspeitas então reacem sobre Jason, irmão de Sookie, pois ele conhecia as mulheres bem a fundo e tinha vídeos para comprovar isso. Ah e não tenham pena dele, pois ele é bem cara de pau. Poxa ele brigou com a irmã por causa da herança da avó e ainda achava que ela era culpada de uma situação que acontceu entre ela e o tio deles em sua infância. Cretino!!!

Só para piorar um pouquinho, Sookie vira alvo de cobiça de um vampiro "chefe", Eric, quando ela vai a um bar em busca de pistas para salvar o irmão.

Muitas coisas acontecem ainda: outros vampiros chegam a cidade, ela faz uma descoberta em relação ao seu chefe que por sinal gosta dela, existem umas cenas bem calientes e outras bem nojentas.

Eu gostei muito do livro e estou louca pra ler a continuação.

Autora: Charlaine Harris
Editora: Ediouro


2 comentários:

Renata G. de Souza disse...

Eu quero esse livro >.<
Vi a série True blood antes de ler os livros =P Agora quero ler!
Pena que perdi enquanto ele estava em promo =/ Agora está super caro ç.ç
Estou procurando mais barato, apesar de ele com certeza valer a pena ^^
Amei a resenha *---*

Amanda disse...

Vale sim Renata, eu gostei bastante da história... não vi a série ainda, meu tempo não me permitia rsrs, mas sei que o livro é bacana!
Obrigada, fico mttt feliz que tenha gostado da resenha
bj