terça-feira, 20 de julho de 2010

Wake, despertar

Para Janie, uma garota de 17 anos, ser sugada para dentro dos sonhos de outras pessoas está se tornando normal.

Janie não pode contar a ninguém sobre o que acontece com ela - eles nunca acreditariam, ou pior, achariam que é uma aberração. Então, ela vive no limite, amaldiçoada com uma habilidade que não quer e não pode controlar.

Mas, de repente, Janie acaba presa dentro de um pesadelo horrível, que lhe causa um imenso terror. Pela primeira vez, ela deixa de ser expectadora e se torna uma participante...


Janie entra no sonho de alguém pela primeira vez aos 8 anos e desde então não parou mais. Ela é uma garota pobre; mora só com a mãe, que é alcoólatra e não se preocupa muito com a filha; e tem poucos amigos (na verdade só uma amiga, Carrie).

Janie vive no limite, sempre com medo de alguém pegar no sono em um lugar público onde todos vejam o que acontece com ela, pois se for um pesadelo, ela tem espasmos que parecem convulsão até a pessoa acordar. Ela já chegou a ser levada ao médico por causa de um episódio desses.

Para não depender mais da mãe ela arranja um emprego em um asilo, que segundo ela é ótimo, pois os idosos não tem sonos profundos, mas às vezes as coisas mudam kkkk. Ela descobre que quando eles estão próximos da morte os sonhos ficam mais fortes.

A sala de estudos no colégio é o pior lugar pra ela, pois sempre tem alguém dormindo. Durante o livro ela vê muitas coisas nos sonhos das pessoas nesse lugar (bem interessantes!), inclusive os de um rapaz, Cabel, por quem Janie se apaixona durante a história. Ele, por sinal, tem um papel fundamental no enredo (complicando e ajudando também - não posso falar muito se não vira spoiler)

Mas o problema piora para ela quando resolve ir em um passeio do colégio. Imagina horas dentro de um ônibus quantas pessoas não dormem... E dividir o quarto com outras três pessoas? E aquela Melinda, meu Deus, que sonhos são aqueles??? Isso é proibido pra menores, já vou avisando...

Eu gostei muito do livro, tem uma linguagem leve (mas tem um bocado de palavrões também), tem romance, tem um pouco de ação, tem momentos que você fica com uma raiva de alguém, tem uns sonhos picantes, ou seja é bem recheado.

Confesso que no início do livro eu achei que o sonho que ela ficaria presa era de outra pessoa. Olha, mas que sonho era aquele também... Dos dois, na verdade. Não, e a história do Cabel, que isso!!! Chegou a doer só de imaginar.

O livro é dividido quase como um diário com dia e hora de cada ação, só que a narração não é feita pela Janie, é como uma pessoa de fora contando. Achei interessante que há no livro aquelas explicações de palavras no rodapé. Há algum tempo não via isso. Tá, eu realmente não paro pra ler isso, mas sei lá, vai que é preciso para entender algum trecho né.

Ah, mas tem algo que adorei. No final a autora colocou algumas páginas dando a versão de um pequeno trecho da história pela visão do Cabel. Achei isso muito maneiro e fofo também! Ele às vezes é tão fofo... :D

Nossa que vontade que eu estou de contar algumas coisas, mas não posso. Vou deixar vocês lerem. Mas só como aperitivo:


" - Cabel. Não entre em pânico se...quando...eu fizer isso de novo, tá? NÃO pare o ônibus. NÃO conte para um professor, oh, Deus, não. Não importa o que aconteça. "


Autora: Lisa McMann
Editora: Novo século


8 comentários:

killer queen disse...

Olá Amanda!
Bem... como você sou viciada em livros, adorei seu blog!
Não sei não, ainda nao lí este.. mas me parece muito com Os imortais. Isso de sobrenatural está ficando clichê demais. Até gosto, não vou mentir... mas é "perfeito" demais. Continuo preferindo a minha heroina - Anne Rice *-*
De qualquer forma parabéns pelo blog!
Beijos e abraços...

Amanda disse...

Anne Rice é diva né, nem se comparar com nada.
Quando li a sinopse eu achei que poderia ficar igual a todo resto, mas acredite eu achei diferente. Seelhanças existem, obvio (garota adolescente em época de colégio), mas de resto não tem nada a ver. Primeiro que quem tem algum dom ( e não é poder) é ela e não ele e as coisas se desenrolam diferente...ai não posso falar muito se não me empolgo e conto o livro rsrs, mas leia é legal
bj

Anônimo disse...

Amanda, tudo bom?

Gostei do seu blog, fazia tempo que estava procurando um blog como o seu: sempre tendo atualizações de periodos curtos e sempre trazendo grandes informações para o leitor. Mt bom msm o blog.
Ainda não li "Wake", porem a sua opinião me fez mudar ideia.vou ver se compro ainda essa semana, a história parece ser meia estranha, mas quem sabe me acostumo.


Parabéns pelo blog!

att: Diego Cabidelli

Amanda disse...

Oi Diego, que bom que gostou do blog (e agradeço os elogios). Espero que você goste de Wake, eu gostei. Depois que ler me diz o que achou tá?

Abraços

Jaquerifr disse...

Oi!
Curti seu blog um monte! kkk
continue com as resenhas dos livros q nem esse do wake, q ctz q vou ler e depois vou querer outra indicação kkkkkkk

t+

Amanda disse...

Oi Jauqe, que bom que curtiu o blog, fico muito feliz. Pode deixar que vou fazer outras resenhas sim, sempre que tiver livro novo pra isso.
Quando você acabar de ler, passa aqui e diz o que achou do livro tá.

bj

Vanessa disse...

Adorei o livro , to doida pra comprar!!! Aconteceu muita coisa que eu realmente não esperava e com certeza eu quero a continuação!!

Amanda disse...

Puxa estou louca pra ler a continuação, já está em pré-venda, mas cadê o dinheiro??? rsrss